segunda-feira, 9 de abril de 2012

A Validade de uma Amizade





Nunca dá pra saber quando uma pessoa está entrando na sua vida pra marcar ou pra ficar. Uns passam e são simplesmente intensos e te ensinam uma porrada de coisa, outros marcam um momento e fazem parte da sua história, e uns se tornam peças permanentes do seu mosaico emocional. Às vezes você até confunde e acha que quem é uma coisa, é outra, quem veio pra ficar, na verdade vai embora, e quem parecia irrelevante, se torna essencial. É tudo imprevisível.

Você conhece TANTA gente, mas tanta gente, e cada uma deixa uma marca em você, uma lembrança, seja física ou emocional. E você simplesmente não consegue planejar nada, tudo acontece naturalmente, e quando você vê, não consegue viver sem determinadas pessoas. Mas aí é que está, elas só vem pra te ensinarem, e não pra se prenderem a você. Uma hora ou outra, elas vão embora de alguma forma e deixam o necessário, algumas até levam algo com elas. Tem aqueles que só dão um tempo da gente. E depois reaparecem quando menos esperamos.

Uma hora você vai sentir abuso de alguns deles, é normal. São seus humores, suas ideias mudando, e tudo ao redor tem que se encaixar, inclusive as pessoas, e muitas delas mal acompanham suas mudanças. Por isso, amigos que antes eram fundamentais e te completavam, hoje eles parecem peças perdidas, e o assunto mal consegue um desfecho. E eles acabam virando apenas um contato no Facebook.

Existem aqueles que quando estão presente, TUDO faz sentido, mas eles tem mania de sumir. E até que você aprenda a se acostumar com isso, rola um sofrimento pra dar drama ao processo. Eles passam de meses ou até mesmo anos longe, e quando reaparecem, é papo e sentimento pra não ter fim.

O importante é você aproveitar cada um deles. Eles SEMPRE tem o que te ensinar, e você sempre se torna uma pessoa melhor. É importante renovar seu ciclo de amizades em determinadas épocas da vida, mas procure manter contato com os essenciais.

Mas o importante mesmo é você aprender a viver sem eles. Não que eles não tenham sua importância, pelo contrário, mas encontrar apoio em você mesmo vale muito mais que mil pessoas pra te ajudar se você não consegue se encontrar. Então seja amigo de si mesmo antes de fazer contato.

E lembre-se, seus amigos podem ser fieis e verdadeiros e irmãos pra toda hora, mas ninguém tem obrigação te aturar suas cagadas. Eles podem se acostumar e aprender a conviver, mas obrigação eles não tem. Então repense sobre suas atitudes. Aja com eles como você quer que eles ajam com você.

E se for pra tirar um tempo para si mesmo, tire. É de suma importância. Mas lembre-se de lembra-los o quanto eles ainda fazem parte da sua vida. Amigos são como uma planta que precisa ser regada sempre. Aliás, qualquer relação é assim.

E uma dica, trocar um amigo por um amor ou paixão tem um preço muito alto.

E como dizia Vinícius de Moraes, “Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!


2 comentários:

Raony disse...

eu diria que foi o melhor post seu, que eu li. eu falo sempre isso, mas falar é fácil e é preciso muito treino pra conseguir pô-lo em prática, algo que ainda não alcancei.

Raony disse...

incrível que uma segunda leitura corrobora com a minha vida, sempre. texto atemporal

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...