segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Batendo a Poeira



Andei distante e desde já me desculpo pela ausência. Muita coisa acontecendo e não tenho tempo pra escrever, e de repente tudo dá uma estagnada e eu não me sinto inspirado pra deixar meus dedos pensarem. Agora to tirando as teias de aranha e batendo a poeira, e nada de colocar tudo debaixo do tapete, até porque não tenho esse costume, é pôr pra fora mesmo.

Andei remoendo o passado esses dias, e quanto mais eu fuçava, mas eu me dava conta que ele continua no passado, e tudo que aconteceu desde então, eu não tenho percebido algumas mudanças. Enquanto que alguns itens desse baú simplesmente não mudaram, basta passar o olho e me toco que continuam a mesma coisinha de sempre. E coisas novas? Tem um boy magia acolá que sempre que me liga me pergunta “E as novidades?”, e eu simplesmente não tenho nada pra falar. O que aconteceu? Deixei o trabalho no piloto automático, o coração em stand by, e por mais que eu queira colocar alguém dele, alguma coisa não parece funcionar e me apaixonar tem sido cada vez mais difícil.

Outro dia me veio uma inspiração pra escrever um livro. Algo com alguém que termina um namoro difícil, porém sem deixar de amar, mas de alguma forma suas vidas tomam rumo separados, e um deles tenta a todo custo melhorar, sua aparência, seus trejeitos, seus pensamentos, a fim de chamar a atenção desse antigo amor, mas que por mais que ele pareça melhor, nada surte o efeito desejado, até que ele decide estar bem não para esse amor, mas para si mesmo, então tudo faz sentido, e ter esse amor de volta é o menor de seus objetivos agora... Só um rascunho.

Agora, tenho mais é que pensar num rumo para Eu, Meus Sapatos e os Namorados, que ideias eu já tenho, só falta deixar fluir. Enquanto isso, vou limpando primeiro minha casa, depois meu corpo e enfim minha mente. Então vou poder me sentir limpo de verdade. Ou algo do tipo...


Nenhum comentário:

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...