sexta-feira, 4 de março de 2011

Apenas uma Flor na Cama


                                     Larissa

  
Já houve dias em que a solidão
acompanhava meus passos.
Já houve dias em que as sombras
nunca se ausentavam.
Houve aqueles dias
de dor e lágrimas.
Mas dias como aqueles
hoje não mais tenho.
Graças ao amor nunca ausente
que você meu melhor amigo me dá.



                          por Larissa Oliveira




Essa poesia foi feita por uma amiga em 2004, quando estudei no Colégio Teorema em Belém do Pará, minha 8° série (que agora é a 9°). Nos conhecemos na sala e desde o início bateu aquela vibe positiva. Eu senti nela um grande carinho e que eu deveria estar ao seu lado. Dito e feito. Nesse ano aconteceram algumas coisas em sua família que a fez precisar de alguém que pudesse lhe dar suporte e conselhos para superar tudo aquilo. Infelizmente a vida acabou nos separando. Fomos para cidades diferentes e perdemos o contato ao longo dos anos, mas ela nunca saiu do meu coração, e ainda me deixou esse poema que me lembra do quanto fomos especiais um para o outro. Queria poder reencontrá-la.
Quero amigos assim, que riem, que chorem, que briguem, mas que nunca deixem de ser únicos e marcantes em minha vida.



Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos





linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...