quinta-feira, 31 de março de 2011

E essa Páscoa sem Ovo de Chocolate, como faz?



Não se desespere, você não é a única pessoa nessa situação. Quando essas datas, Páscoa ou Dia dos Namorados, estão chegando, que geralmente são repletas de chocolate e carinho, e você se encontra solteiro(a), então bate uma depressão e começam aqueles pensamentos que você não é bom(boa) o suficiente e todo esse trash que dá na cabeça da gente nessas horas. Faz o seguinte, põe seu melhor look e dança lindamente na frente do espelho Born This Way e Firework e sinta o feeling positividade dessas músicas! #aloca


Mas falando sério agora, se olha no espelho e perceba as coisas. Defeitos, amor, todo mundo tem. Nem que seja um pêlo encravado na parte interna da coxa ou um dedo do pé maior que outro. Para pra pensar naquela pessoa que você namorou ou acabou pegando nas festas da vida que eram tão lindas que você mal acreditava na sorte que tava tendo, mas que com o passar do tempo (ou dos minutos no caso do fica) aquela beleza foi ficando totalmente irrelevante diante de tanta besteira dita, ou feita, que você preferia ter ficado com aquele(a) cafuçu que parecia muito mais inteligente e tinha mais carinho pra te oferecer. Então defeito não é mais desculpa. O físico você pode simplesmente melhorar com uma academia ou tratamento de pele. O que importa mesmo é que você tenha o que oferecer! Seus ideais, suas ideias, seus sentimentos, seus pensamentos, seu carinho... É isso que perpetua numa relação depois que a paixão acaba. (voltando ao tema....)


Então para de se preocupar se você tem ou não alguém que vá lhe presentear com chocolate ou presente nesses dias. Eu sei que é maravilhoso quando isso acontece, devo admitir, mas sabe o que você faz? Combina com aquele(a) amigo(a) do peito e demonstra seus sentimentos num ovo de chocolate número 50 (isso se seu dinheiro der) se não o que vale é a intenção (que não seja uma intenção número 5 sabor sabão). Ou melhor, compra você mesmo um ovo que você mereça! Aquele Cacau Show recheado de trufas que vão te fazer liberar toda a endorfina possível. Pra que melhor do que um presente dado por você mesmo? A pessoa que mais te ama ou pelo menos deveria ser nesse mundo!

Então volta pro espelho e dança mais uma vez e dessa vez se ache LINDO(A)!... enquanto come seu chocolate. ;D





terça-feira, 22 de março de 2011

Não adianta retocar a Maquiagem se seu Espelho está Sujo




Quando a gente termina um relacio-namento, briga com um amigo ou com um parente, uma das coisas que fazemos é tirar tudo que lembre aquela pessoa do alcance dos olhos. Tiramos aquela foto do porta-retratos, jogamos fora aquelas cartas, limpamos o guarda roupa, fazemos isso na esperança de está retirando definitivamente aquela pessoa da nossa vida, mas na prática isso não é bem assim.

Um fim de um relacionamento é sempre uma coisa complicada, quando se realmente amou a outra pessoa, e superar isso requer tempo e Trabalho Mental. Tirar as fotos e trocar a roupa de cama não vão fazer as lembranças sairem de sua cabeça, e mais cedo mais tarde você vai sentir falta dessa pessoa. É o costume. Eu li em algum lugar que pra esquecer um grande amor é preciso da metade do tempo que passaram juntos. Ou seja, se eu namorei um ano e sete meses, vou precisar de mais de nove meses para o meu subconsciente entender que aquela pessoa não é mais minha companheira. Então porque que depois desse tempo eu ainda estou sofrendo?

Encontrar a pessoa em lugares vai ser inevitável, e encontrar ela com outra pessoa é o curso natural das coisas, isso se você mesmo já não tentou preencher o espaço em seu coração. Muitos já começam outro relacionamento logo em seguida, não perdem tempo e já começam a escrever outra história. Se isso funciona pra você, legal. Mas tenho que te passar uma consequência disso. Se você não teve o tempo de um relacionamento para outro pra pensar em tudo, você não procurou os erros e muito menos refletiu sobre a sua parte neles. Consequentemente você acaba levando velhos hábitos e certos costumes para esse próximo relacionamento, e aprender vai ser um pouco complicado já que você acaba cometendo os mesmos erros. Por isso um tempo sozinho é fundamental pra repensar e tentar se conhecer. Quando você se sentir pronto para entrar em um novo relacionamento, então vá fundo. Eu particularmente não tive a mesma sorte, e cada dia vejo que encontrar um namorado certo é mais difícil que dar um beijo na Lady Gaga.

***



 Quando você sabe que vai encontrar a pessoa em algum lugar ou em alguma festa, os sentimentos entram em parafuso e você quer estar perfeito. Arruma o cabelo da melhor forma, escolhe a melhor roupa e tenta parecer o mais bem possível, porque o que você mais quer é causar o sentimento de perda na outra pessoa, e que ela te olhe e pense “olha o que eu perdi”. Isso vai te engrandecer e te inflar, apenas cuidado pra não ficar vulnerável demais. Mas não adianta retocar a maquiagem se seu espelho está sujo. Não adianta se produzir e querer ficar o mais bonito possível se você no fundo não estiver bem. Ele vai perceber isso e vai acabar simplesmente não sentindo nada por você, o que é o pior. E a frustração vai ser foda.




DICA: No dia que você se der conta que nada vai ser como antes, superar vai ser muito fácil. Quando você limpar seu espelho, vai ver que você é bonito do seu jeito e o que ele sente não vai importar nadinha. O importante é o amor próprio e ter a certeza que você está bem, mas tudo leva um tempo e cada um tem o seu. As lembranças são saudáveis quando elas nos remete bons sentimentos, e quando você pensar na pessoa com serenidade, você estará no caminho certo. Desejar que ela encontre outra pessoa que a faça feliz tanto quanto ou mais que você a fez, e ficar sinceramente feliz quando ela estiver com alguém e seguindo em frente, isso vai lhe dar uma carga de positividade que você nem esperava sentir. Quando se der conta, você nem vai mais estar pensando nela. Sua prioridade vai ser exclusivamente você mesmo, e estar aberto a outros relacionamentos é fundamental. Às vezes aquela pessoa boa pra você estará esperando só você está acessível pra te fazer feliz. Mas tudo há seu tempo e você só precisa de paciência. Logo você vai perceber que tanto as coisas boas e principalmente as coisas ruins, mais cedo ou mais tarde,  acabam passando..






sexta-feira, 18 de março de 2011

Glee é lindo e é gay!



Nesses dias que se seguiram, um dos temas mais abordados sobre Glee foi os conselhos lindos e mais do que certos do pai de Kurt Hummel (personagem de Chris Colfer) de como devemos nos valorizar e não dormir com uma pessoa como se não fosse nada, por nós não somos nada, sim, essa foi a parte que mais me tocou e olha que eu nem sou poota assim, e sobre o beijo romântico mais esperado entre Kurt e Blaine (Darren Criss), que eu sinceramente chorei de emoção com a declaração amorosa de Blaine, e se uma pessoa linda e saudável dessa me dissesse essas coisas eu ia morrer do coração e pularia em seus braços...

Mas o que quero chamar a atenção não é para o núcleo beshas e sim rashas. Eu não vi em nenhum blog que costumo visitar algum comentário sobre a Santana e a Brittany (Naya Rivera e Heather Morris). Eu sei que provavelmente os blogs que eu costumo olhar não enfocam muito nesse meio, talvez algum blog de lésbicas o tema foi aplaudido com todas as luvas de motoqueiras, mas eu particularmente me impressionei bastante com a cena. Sem contar que esse caso delas duas vem rolando faz tempo e ninguém fez fuá de empolgação, só eu Brasil, é isso mesmo?, e nessa altura do campeonato elas decidiram pensar: Será que sou lésbica? Então cantou-se uma música linda (afinal estamos falando de um musical) que me fez chorar e fez Santana perceber certas coisas. No fim veio sua declaração para a Brittany demonstrando todo aquele medo e frustração sobre o que os outros irão falar ao seu respeito e pelas suas costas, e se formos parar pra pensar, é um medo que passa pela cabeça de todos nós.

Aquenda a cena do episódio 15. Sexy:

video




Eu achei linda e digna a vontade da Santana, que mesmo com todos os problemas que ela poderia enfrentar, de ficar com a Brittany, mas como conhecemos essa loirinha o bastante sabemos que seu coração é bem maior, de fato, que seu cérebro e ela não ia magoar Artie (Kevin McHale).



Mas que sirva de exemplo para todos nós tomar essa coragem de enfrentar todos e qualquer comentário em prol do amor e da felicidade própria, e mais ainda fazer a outra pessoa feliz. Comentários sempre vão existir, porque afinal ainda moramos em uma sociedade incrivelmente hipócrita e cheia de dedinhos apontados pra sua face de bee afetada, mas fodam-se! Só você sabe o que é passar por todo o conflito com você mesmo, seus pais e até mesmo Deus para pode ter coragem de se aceitar e se orgulhar de ser acima de tudo uma pessoa do bem. Mas calma, ainda vamos conseguir contar para nossos pais que somos gays e eles perguntarão “Você está feliz? Então é o que importa” E isso não é mais uma utopia, sabe por quê? Aconteceu comigo^^ Mas ainda vieram todos os anos de readaptação pra minha mãezinha querida entender que é normal e hoje podermos conversar sobre amor, necas e cascas de ovo oi? numa boa, porque afinal ela não idealizou para mim uma vida cheia de homossexualidade.


Então, se você ainda não é assumido, repense em como contar aos seus pais, o importante é nunca deixar de tentar e uma hora você vai encontrar a maneira menos difícil, e se você rasgou a seda em casa, aproveita pra beijar e abraçar moooito sua mamãe e seu papai o que não é no meu caso e agradecer por você ser tão sortudo!



E pra você que não conhece Glee, assiste, faz um sucessão e é muito bom, você pode baixar aqui.


Aproveitando pra indicar um filme do tema pra assistir grudadinho com sua família e vocês chorarem horrores: Preces para Bobby.







Ps: Escrevi esse post pensando no Para Mocinhos.



quinta-feira, 10 de março de 2011

Fim do Feriadão. O que fazer?!



Geeeeente, acabou! Pode colocar os pés de molho, beber 37 litros de água, fazer aquele enxaguante bucal e se jogar na cama? Não meu bem, aquenda que acabou o feriado, mas a vida real tá de volta. Acordar cedo pra ir pro trabalho e voltar pra faculdade agora é só um choque de realidade. Não tenho culpa se você usou a quarta-feira de cinzas pra esticar a folia e encher mais o fígado cooh de bebida e agora tá faltando tempo pra se recompor. Faz o seguinte, prepara um café bem forte e desce goela a baixo, dá uns tapas na cara e reforça o disfarce das olheiras com aquele corretivo Victória’s Secrets. O que não pode é faltar o trabalho dizendo que tá doente, seu chefe não vai cair nessa de doença pós carnaval, né? Ressaca mudou de nome?



Quanto à paixão de feriadão, prestenção. Se você conseguiu faturar o boy dos sonhos no meio da folia, então pode jogar na próxima MegaSena, você tem o edy virado pra lua, do mais, carnaval é folia, seu lindo, beijo na boca não é declaração de amor. Agora se você colocou a boca em outro lugar, aí que seu pretendente não vai te respeitar mesmo. Então o que passou passou, o que você perdeu já foi, e o que você ganhou, trata de tirar, porque nessa época do ano as pessoas enlouquecem e acabam culpando a bebida, e quando a foto #fail parar no twitter, você nega até a morte!


Já refletiu? Então agora começa apensar na Semana Santa, outro feriadão que de santo nunca tem nada. Mas aquenda naquela casa de praia com azamiguês e separa logo os litros de Smirnoff que se embriagar cazamigash é seguro, ninguém vai violar sua virtude.

..unhum honey B.




sexta-feira, 4 de março de 2011

Apenas uma Flor na Cama


                                     Larissa

  
Já houve dias em que a solidão
acompanhava meus passos.
Já houve dias em que as sombras
nunca se ausentavam.
Houve aqueles dias
de dor e lágrimas.
Mas dias como aqueles
hoje não mais tenho.
Graças ao amor nunca ausente
que você meu melhor amigo me dá.



                          por Larissa Oliveira




Essa poesia foi feita por uma amiga em 2004, quando estudei no Colégio Teorema em Belém do Pará, minha 8° série (que agora é a 9°). Nos conhecemos na sala e desde o início bateu aquela vibe positiva. Eu senti nela um grande carinho e que eu deveria estar ao seu lado. Dito e feito. Nesse ano aconteceram algumas coisas em sua família que a fez precisar de alguém que pudesse lhe dar suporte e conselhos para superar tudo aquilo. Infelizmente a vida acabou nos separando. Fomos para cidades diferentes e perdemos o contato ao longo dos anos, mas ela nunca saiu do meu coração, e ainda me deixou esse poema que me lembra do quanto fomos especiais um para o outro. Queria poder reencontrá-la.
Quero amigos assim, que riem, que chorem, que briguem, mas que nunca deixem de ser únicos e marcantes em minha vida.



Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos





quinta-feira, 3 de março de 2011

Como falar que a noite não foi daquelas?




É assim, você está com vontade, mas tanta vontade, que não seleciona muito bem com que vai ser. De repente, aquela pessoa que parece ser a que vai fazer você ver fireworks não os da Katy Perry e aquenda. Mas... Não foi nada do que você esperava, ou não esperava, ou simplesmente queria que fosse.

Quando é no dia seguinte e você sente aquela sensação de que se sujou todo(a) e não sabe o que fazer pra limpar. Olha pra cara da pessoa e tenta mostrar o máximo possível que você está bem e que está tudo normal, quando o que mais queria era que ela simplesmente fosse embora. No fundo não é isso que você quer, e sabe por quê? Porque você ainda se importa com os seus e mais ainda com os sentimentos dele. Depois que ele se vai, você toma aquele banho como se tudo fosse descer pelo ralo. E como falar pra ele que a noite não foi daquelas? Meu amor, não tem como. De qualquer forma o que você for falar, vai se criar uma mágoa e não se pode fazer nada a respeito. Não tem como chegar e falar pra pessoa, “hey, tipo assim, não foi legal e eu de longe quero repetir”, não nessas palavras, mas de uma forma que ele entenda. Para uns, lógico que não vai fazer a mínima diferença porque ele vai pensar “ah, ninguém nunca reclamou”, mas nem todo mundo tem um ego tão Adriana do BBB11 que samba na cara do povo. O que acontece é que quando não rola, meu amô, não rola. É o feeling, aquela química que faz seus elétrons ficaram loucos do edy e tudo ser no mínimo prazeroso ( aquenda que não estamos falando de fazer amor), e quando isso não bate, não adianta, a não ser que você faça a Bruna Surfistinha e vá twittar no celular enquanto a pessoa revira os olhos, mas claaaro que você não é dessas aloca que tendo o cachê no final tudo é babado mas eu particularmente não faço isso. E não fiz. Simplesmente parei no meio do processo e disfarcei, tudo em prol de não magoar a pessoa, e tentei dormir no mínimo abraçadinho pra não estragar tudo. Embora o que eu mais queria era ficar sozinho.

O que eu me toquei é que quando você se abre pra essa vibe de ficar e transar sem compromisso, rola esse risco de não haver o encaixe dos beijos, as mãos não saberem o que fazer e todas aquelas posições desconfortáveis, porque nem todas as pessoas tem o mesmo feeling. Então o melhor é torcer para que a pessoa tenha no mínimo se tocado e lhe poupe de ser sincero, porque no fim, sinceridade é o melhor caminho, e não ligue mais. Se restar amizade, legal, finja que nada aconteceu e faça a linha Kátia.

Mas o melhor é que na vida não falta Yin para o seu Yang e quefaça você ter aquele orgasmo firework, mas sempre usando camisinha viu honey. E cuidado com o coração pra não confundir as coisas (como eu disse nesse post aqui) e você acabar se apaixonando.


Dica:

Guarde o que você tem de melhor pra pessoa certa, isso é o que você tem de mais valiosos e não desperdice com quem não vai te fazer sentir único.










P.S.: E olha onde foi parar meu post: aqui no Para Mocinhos! *-*

quarta-feira, 2 de março de 2011

Quando o cheiro da cama fica em Você



Quando isso acontece, o negócio é mais foda. Sabe todas aquelas dicas? Pois é, usei. Coloquei na cabeça o meu objetivo sexo e fui em frente. Coloquei de lado todo esse papo de sentimentalismo e foquei numa coisa, o prazer. Por que disso? Acho que estava um pouco cansado de me importar demais, se vai ser perfeito ou lindo, ou romântico e único, basta ser prazeroso que tudo vale a pena.


Mas acho que não foi totalmente assim...

Primeiro todo aquele clima de música e carinhos, beijos e prazer, que a pessoa fez questão de criar. De repente, ambos estávamos domados pela vontade e as sensações eram incríveis. Cada toque delicado e ao mesmo tempo intenso, cada lábio passeando pelos lugares certos, cada respiração e gemidos aguçavam nossos sentidos nos fazendo continuar. No fim, as pernas estavam dormentes e só queríamos ficar ali, juntinhos e aninhados. Adormecemos com as penas entrelaçadas e as bocas encostadas num beijo carinhoso que pareceu se estender pelo sonho. A madrugada que deveria ter sido longa passou rápido demais e tivemos que nos despedir, mas as lembranças permaneceram por todos os dias e eu tentava reviver cada momento, cada beijo que eu me sentia mergulhar naqueles lábios carnudos. Se foi por apenas prazer, confesso que eu tive muito mais. Não foi só os beijos nos olhos, nem as mãos encaixadas, mas foi o feeling de todo aquele momento. E o cheiro que demorou pra sair da cama agora estava em mim. Na minha boca, nos meus braços, na minha pele, e eu parecia me drogar com aquilo.

Depois disso tudo, confesso que muita coisa mexeu comido, mas desta vez o meu instinto de segurança está preparado e alerta para bloquear qualquer sentimento alimentado de ilusão. Simples assim, se isso evoluir e tudo for recíproco, então que seja saudável pra eu depositar meu coração, mas se tudo não passar apenas de momentos de prazer e carícias sinceras, então que eu aproveite cada polegada de seu corpo e cada segundo para que mesmo que dure apenas uma noite, que seja intensamente.

Uma hora ou outra, a pessoa certa que consiga juntar todos esses sentimentos com amor verdadeiro, vai ocupar o lugar vago na cama e vai tornar todo esse cheiro único e permanente. Tudo a seu tempo.












terça-feira, 1 de março de 2011

Casais Homo já podem incluir parceiros na Declaração do Imposto de Renda






Este post do Blog Para Mocinhos me inspirou o comentário:

O que eu acho mais impressionante, porém não surpresa, de como esse povo de Deus coof coof (porque eu nunca vi o Pai reunir esse clã de povo sem amor e respeito pela igualdade) se empenha para impedir que pessoas possam juntar suas rendas e comprovar uma coisa que trará melhorias para o país. É muita ignorância achar que isso ainda vai impedir que os homossexuais vão deixar de se juntar e formar famílias, a fim de ser reconhecido pela sociedade e, antes de mais nada, pela família.
Mas como o homem tem uma capacidade de evolução (acredito eu) vai conseguir superar toda essa revolta e essa diferença e colocar a Igualdade onde deve ser colocada, no meio de TODOS.






linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...