sábado, 24 de dezembro de 2011

Natal viajando!





Seus lindos! Passando pra desejar um lindo Natal a todos e só esclarecendo o sumiço, estou viajando! Então em 2012 vou fazer uns posts delícia da minha viajem e de tudo que eu tenho aprendido poraê!




FELIZ NATAL!



 













O que vocês querem de presente?



quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Na sua Fantasia só quem vive é Você



Já ouviu falar em expectativa? Aquilo que você cria e alimenta baseado em algo real ou fictício? Pois é, não é só disso que estou querendo falar, tem a ilusão, misturada com vontade e uma pitada de carência que dá todo o tempero final.


É assim, você se envolve com alguma situação ou alguém, pequenas coisas te conquistam e você se empolga com tudo, algo que eu falei aqui, mas que no fim a empolgação acaba e tudo não passou de um momento. Pelo menos para os outros, porque você, na sua condição emotiva e cheia de expectativas alimentadas por ninguém menos que você mesmo, fica com toda essa frustração. Melhor ainda quando você acha que tem espaço pra falar ou fazer alguma coisa baseada numa suposta intimidade adquirida (ou fantasiada) que não cola, e o único efeito que você tem é um balde de agua fria. Tudo o que te resta é a vergonha, e a vontade de que tudo aquilo poderia não ter acontecido, mas de que outra maneira você iria aprender? Nem todo mundo tira aprendizado na história dos outros, eu mesmo posso estar te contando isso, mas você vai bem ali cometer o mesmo erro. Eu mesmo posso fazer isso de novo... Na hora você diz a si mesmo que nunca mais vai se deixar envolver, o quão idiota você foi, bobo e ingênuo, achando que de alguma maneira era especial. Gatinha.. quem te faz especial é você mesmo e ninguém mais. Não deixe que ninguém de fora te faça sentir alguma coisa que mexa com seu ego ou sua autoestima, só você pode ter esse poder.

Não sei se estou sabendo me expressar, mas é que quando o fato é recente, eu reajo mais pela emoção que pela razão, e as ideias estão todas intensas aqui, eu só precisava colocar pra fora. Sim, é a primeira vez que faço isso aqui...


De qualquer maneira, a vergonha só vai se restringir a você mesmo, e vai bater aquela depressãozinha momentânea que te faz querer chorar. O que eu te digo? Chora, uai. Bota pra fora... Reflete um pouco sobre tudo isso e pronto. Deixa pra lá... você tá perdendo tempo. Perdendo tempo com pessoas que não estão nem aí, porque elas estão muito além, estão à sua frente por que elas sim conseguem controlar as emoções e separar as coisas, então comece a fazer isso. Nada de ficar pra baixo, remoendo esse assunto em questão, isso só vai acumular sentimento e energia down pra perto de você. Simplesmente esqueça. Pense em outras coisas e não fica remoendo mais isso. Quando você estiver bem, toda essa emoção intensa vai passar e você vai olhar tudo com outros olhos, e vai acabar rindo de si mesmo, de como você foi tão bobo... e eu te digo que faz parte.

Aproveita e faz que nem eu, escreve ou conta pra alguém. Tira isso de dentro de você. Depois só permita com que fique apenas o que te faz sentir bem. Com o tempo, você vai aprender a não se entregar tanto e a controlar mais suas emoções.

E lembre-se, não julgue os outros baseado em si mesmo. Eles são todos diferentes de você, então tenha sempre um pé atrás. Só uma dica.





terça-feira, 29 de novembro de 2011

Quando o Amigo é Concorrente



 Vocês estão no mesmo patamar de beleza e gostosura. Um com mais aqui, outro com o um truque alí, umas diferenças acolá, mas os dois deixam o alvo em dúvida e pensando “O que eu pegar tá valendo”... Parece uma situação meio aloca, mas acontece.


O foda é que ele é um GRANDE amigo seu, mas quem tem culpa? Às vezes ele rouba mesmo a frente e acaba pegando primeiro, ou seu paquera dá em cima dele pelas suas costas e quando você descobre, mal cabe a raiva dentro de si. Mas novamente, quem tem culpa? O mínimo que ele deve fazer, como seu amigo, é lhe respeitar quando você diz “esse é esquema meu” e deixar quieto, caso contrário, reveja seus conceitos de amizade e colega de farra.  Mas o fato é que não vale a pena se estressar por isso. Aproveita pra tirar sarro da situação, e se o pretendente for bom mesmo, deixe que seu amigo fique com ele, como bom amigo que você é, o que é seu está guardado e não erra o foco. O que não falta é neca e rasha pra todo gosto e vontade, e no fim, o amor sempre fala mais alto.

E lembre-se, amor é amor e um lance é um lance. Tem gente que acaba é tendo um lance com o próprio amigo e quem fica chupando o dedo é quem ficou na dúvida.




E se você está em dúvida nele ou no amigo, trata logo de decidir... ou se rolar um beijo triplo, por que não? Mas se for pra valer, vai com intenção de amizade e vê quem combina mais com você.



sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Ideias



Tem tanta coisa que eu queria escrever que até me confundo e as ideias se misturam... tem Quando o Amigo é Concorrente... tem Aquela Pessoa que eu Queria pra Namorar*... tem O Tempo de um Amigo*... tem O Primeiro Amor demora mais pra Passar*... e coisas assim... Ando tão sem cabeça pra destrinchar esses assuntos que vou adiando... mas sempre que boto pra fora, eu me sinto extremamente orgulhoso! Mas... Só me falta acalmar as ideias...





__________
*Vou colocar os links quando postar.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Quando o Beijo fica na Boca





Esse negócio de cheiro nacama ou o cheiro em você tá virando uma novela, só sei que sempre que acontece me gera um monte de sentimento que eu fico dias me revirando todo. Quando dou por mim, esse revirado e agonia se dão por esse gosto que antes eu não sentia, esse gosto que vez ou outra vem à tona para a ponta da minha língua e fica na superfície dos meus lábios, simplesmente não me deixando trabalhar, minha cabeça fica revivendo tudo! Porque o gosto não é só do beijo...






Foi o que aconteceu. É a consequência de uns momentos que vem de vez em quando. Mas cheguei a uma conclusão. Eu reclamava que era só de vez em quando, porque o negócio é tão bom que eu queria todo dia, ou toda hora, mas como nem tudo que te enlouquece na cama te faz bem pro coração, de vez em quando é mais saudável, digamos assim, e se é de vez em quando, em vez de ficar remoendo e alimento um monte de sentimento momentâneo, achei melhor curtir, aproveitar, fechar os olhos e apurar os sentidos, e fazer valer a pena. Ainda mais quando é exatamente isso que está acontecendo, um momento, um lance, uma troca de prazer intenso e infelizmente nada mais. E sempre que o cheiro ou o gosto perduram, melhor é aproveitar o que sobrou, não vai durar por muito tempo, e uma hora o gosto passa, o cheiro se perde e você fica limpo de novo. Digamos que é o ciclo natural do sexo (rsrs).






É assim: transforme uma coisa boa, mas que te incomoda, em exatamente no que ela é, simplesmente uma coisa boa. Boa demais? Inesquecível? Não exagere, inesquecível é amar além de só transar (ou os dois ao mesmo tempo). Aproveite o que as pessoas podem fazer por você, o que elas podem te fazer sentir. Só administre isso dentro da sua cabeça e separe as coisas (#dica). No fim, você sempre fica limpo de novo pra uma próxima rodada com a mesma outra pessoa.

E lembre-se disso: O que faz falta na cama nem sempre faz falta no coração.



segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Sara Bareilles te ajudando a Gonna Get Over!





Vou te dar uma dica preciosa hoje da Sara.. pra te fazer ter a certeza que você vai superar! Mas não se esqueça, prenda-se apenas ao que for bom. #dica






I see you driving round town
With the girl I love
And I'm like
FUCK YOU!
oo ooo ooooo 
I guess the change in my pocket
Wasn't enough
I´m like
FUCK YOU
AND FUCK HER TOO
I said
"If I was richer, i'd still be with ya"
Ha, now ain´t that some shit?
(Ain´t that some shit)
And althought there's pain on my chest
I still wish you the best
With a...
FUCK YOU!
oo ooo ooooo
Yeah, I'm sorry
I can´t afford a ferrari,
But that don't mean i can't get you there.
I guess he's an xbox
And I'm more atari
But the way you play your game ain´t fair
I pity the fool
That falls in love with you
(Oh shit she's a golddigger)
Well
(Just thought you should know nigga)
ooooooooooooh
I´ve got some news for you
Yeah go run and tell your little boyfiend
I see you driving round town
with the girl I love
And I'm like
FUCK YOU!
oo ooo ooooo
I guess the change in my pocket
Wasn't enough
I´m like
FUCK YOU
AND FUCK HER TOO
I said
"If I was richer, i'd still be with ya"
Ha, now ain´t that some shit?
(Hin't that some shit)
And althought there's pain on my chest
I still wish you the best
With a...
FUCK YOU!
oo ooo oooo



Goodbye
Should be sayin' that to you by now, shouldn't I?
Layin' down the law that I live by,
Well, maybe next time
I've got a thick tongue,
Brimming with the words that go unsung
Simmer then the burn for a someone,
The wrong one
And I tell myself to let the story end,
And my heart will rest in someone else's hand
My 'why not me?' philosophy began,
And I said
Ooh, how am I gonna get over you?
I'll be alright, just not tonight
But someday, oh I wish you'd want me to stay
I'll be alright, just not tonight
But someday
Maybe is a vicious little word that can slay me
Keep me when I'm hurting and make me,
Hang from your hands
Well, no more,
I won't beg to buy a shot at your back door
If I make it at the thought of you, what for?
That's not me anymore
And I'm not the girl that I intend to be,
But I dare you darling, just you wait and see
But this time not for you, but just for me,
And I say
Ooh, how'm I gonna get over you?
I'll be alright, just not tonight
But someday, oh I wish you'd want me to stay
I'll be alright, just not tonight,
But someday
Say It's coming soon
Someday without you
All I can do is get me past the ghost of you
Wave goodbye to me
I won't say I'm sorry
I'll be alright once I find the other side of...
someday
Ooh, how'm I gonna get over you?
I'll be alright, just not tonight
Someday, oh I wish you'd want me to stay
I'll be alright, just not tonight,
Someday…



Assimilou?


quinta-feira, 3 de novembro de 2011

As Camadas da Cebola de um Relacionamento



Sim, uma camada de cada vez, e quanto mais você tira, mais você chora, mas no final o tempero é babado! É mais ou menos assim que funciona.

Um namoro é feito de fases, e viver cada uma delas vai te garantir um sucesso promissor no relacionamento. Por experiência própria e de tanto ver isso acontecer ao meu redor, isso eu te garanto. Não adianta querer pular as etapas, se deixar levar e se jogar de cabeça na piscina rasa, a dor vai aparecer o quanto antes. Então tenha paciência, essa é a palavra chave de um relacionamento.


Primeiro você conhece a pessoa, curte, conversa, conheça a vida e saiba o que ela faz, pra saber se seus ideias se encaixam. Lógico que só se a vibe for essa né, porque Amor é amor e um Lance é um lance (clica gostoso). Depois curte bem a fase da conquista. É nesse momento que aquele joguinho entra, de ligar e deixar a pessoa retornar, fazer charminho, doce, ser poota, depois esconder o jogo. Isso é bem divertido. Mas não te empolga e nem prolonga isso, se não a pessoa perde a paciência e te troca em dois tempos. Depois que o rolo começar e ficar sério, fica. Esse é o momento pra vocês se conhecerem melhor, saber dos gostos, manias, sentimentos de cada um. Eu recomendo pelo menos uns dois ou três meses de fica. Não é namoro, mas já pode ser fiel se quiser. Depois disso e você vê que a sintonia tá babado e confusão e vocês se encontram apaixonadinhos, deixa claro o compromisso. Porque tem gente que adora se fazer de doida e depois dizer “a gente tava namorando?”, então pra evitar esse tipo de constrangimento, pede em namoro ou deixa claro que você quer dar nomes aos bois. Então começa o negócio propriamente dito. Ainda sim, tenha calma. Não cobre demais, as pessoas detestam cobrança, já basta o chefe da empresa. Então o que vier naturalmente é mais gostoso e sincero, o que é importante. Agora se você realmente sentir que tá faltando algo, senta e conversa numa boa. Uma conversa sempre ajuda. Brigas só se for algo mais sério. Sério mesmo, e não só porque ele(a) não te atendeu e você faz a louca e deixa 37 chamadas perdidas. Oremos... Ah, briga é importante viu? Na medida certa. Libera as emoções, e as mascaras costumam cair, e sexo pra fazer as pazes é muito gostoso!

O resto você já sabe, se não sabe, aprende na prática. Algumas coisas vem no instinto e você se molda pra vida. Namoro só conta se for duradouro ou intenso. O que importa são as mudanças que ficaram em você e o amadurecimento se torna claro. Se não der certo, tem um monte de dica por aqui pra você superar numa boa, porque rompimento faz parte do processo. E tem que sofrer, é bom, te ensina a levar na cara sem chorar e te faz se sentir mais vivo. Porque afinal, tudo passa.



Não é receita de bolo, só são umas dicas que eu aprendi porae, e como eu tenho muito o que aprender ainda, enquanto eu te conto, eu mesmo vou refletindo...



segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Batendo a Poeira



Andei distante e desde já me desculpo pela ausência. Muita coisa acontecendo e não tenho tempo pra escrever, e de repente tudo dá uma estagnada e eu não me sinto inspirado pra deixar meus dedos pensarem. Agora to tirando as teias de aranha e batendo a poeira, e nada de colocar tudo debaixo do tapete, até porque não tenho esse costume, é pôr pra fora mesmo.

Andei remoendo o passado esses dias, e quanto mais eu fuçava, mas eu me dava conta que ele continua no passado, e tudo que aconteceu desde então, eu não tenho percebido algumas mudanças. Enquanto que alguns itens desse baú simplesmente não mudaram, basta passar o olho e me toco que continuam a mesma coisinha de sempre. E coisas novas? Tem um boy magia acolá que sempre que me liga me pergunta “E as novidades?”, e eu simplesmente não tenho nada pra falar. O que aconteceu? Deixei o trabalho no piloto automático, o coração em stand by, e por mais que eu queira colocar alguém dele, alguma coisa não parece funcionar e me apaixonar tem sido cada vez mais difícil.

Outro dia me veio uma inspiração pra escrever um livro. Algo com alguém que termina um namoro difícil, porém sem deixar de amar, mas de alguma forma suas vidas tomam rumo separados, e um deles tenta a todo custo melhorar, sua aparência, seus trejeitos, seus pensamentos, a fim de chamar a atenção desse antigo amor, mas que por mais que ele pareça melhor, nada surte o efeito desejado, até que ele decide estar bem não para esse amor, mas para si mesmo, então tudo faz sentido, e ter esse amor de volta é o menor de seus objetivos agora... Só um rascunho.

Agora, tenho mais é que pensar num rumo para Eu, Meus Sapatos e os Namorados, que ideias eu já tenho, só falta deixar fluir. Enquanto isso, vou limpando primeiro minha casa, depois meu corpo e enfim minha mente. Então vou poder me sentir limpo de verdade. Ou algo do tipo...


terça-feira, 6 de setembro de 2011

Amor é amor e um Lance é um lance




Saber separar as coisas é fundamental pra manter o coração em seu devido estado de saúde. Tudo é uma questão de feeling e conversa. Como nem todo mundo é sincero o bastante pra chegar e falar “Olha, só te quero pra isso, ok? Não pira de ficar me ligando todo dia” por simplesmente não querer te magoar ou perder essa oportunidade gostosa de ficar com você, então vale prestar atenção nas coisas.



Se você disse uma ou duas frases de carinho e ele(a) não respondeu, parou, se não acaba com o clima. A frequência com que a pessoa te liga é um grande sinal do quanto ela pensa em você, ou até mesmo aquelas mensagens esporádicas. Se nada disso acontece, não pira nem sai gritando no banho, amor é amor e um lance é um lance. Não esqueça.




Como diz uma pessoa acolá, sexo é necessidade básica. Eu particularmente concordo até certo ponto, porque esse tipo de coisa vicia, e quando você vê, sexo com amor se torna uma lenda e seu coração vira pedra, e poota é o melhor adjetivo que se adéqua a você. Afinal nem é todo mundo que consegue separar tanto as coisas. Mas uma hora você aprende. Com a prática, na verdade. Eu mesmo vivo nesse dilema, ser ou não ser poota e manter o sexo e o amor em duas caixinhas devidamente separadas. Mas como eu disse, prática. Aproveita e faz com ex. Aquele(a) que você terminou simplesmente por falta de amor. O sexo vira totalmente carnal. Pelo menos aconteceu comigo, então eu recomendo. Depois da primeira vez, o resto fica fácil. E quando você quer aquendar um boy, tenha em mente “é só sexo... é só sexo”. Te faz bem, mantem a pele limpa, as articulação lubrificadas,  e você fica de bom-humor. Se esse lance evoluir, com os determinados sinais, você começa a avaliar sua disponibilidade de se envolver.

Outra coisa, para de assumir relacionamento com a primeira paixão que te aparece. Paixão de cooh rolo não é amor, as vezes é até carência. Namoro de um mês nem conta no currículo. Então dê tempo ao tempo. Viva cada fase de um envolvimento. Relacionamento é feito de etapas, e atropelar essas etapas significa começar do jeito errado e acaba em rompimento doloroso. Mas esse assunto eu conto depois. As Camadas da Cebola de um Relacionamento (clica gostoso).


Então fica a dica, deixa pra se apaixonar quando o terreno demonstra qualidade, assim você não sai machucado(a). E aproveita, mulherzinha, beijar na boca e transar faz parte da saúde física, então pratique! (com responsabilidade, encapa essa porra!, como dizia meu pai)




Beijo nessa bunda linda.



quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Contos de Denise


Deixa eu apresentar pra vocês uma amiga que sempre me presenteia com um e-mail semanal contendo um relato ou uma reflexão sobre sua vida, e muitos deles me fazem rir ou chorar, e decidi dividir com vocês esses momentos meus... dela, no caso.


O de hoje é  Cadê Minha Metropolitan?


Amores, boa tarde.
Poderia  ser cômico, mas meu relato tem feições de tragédia.

Sexta-feira, dia de Oxalá, Senhor do branco e da calmaria... 

Por volta das 7:30 da manhã de hoje começou a cair um "toró daqueles". Choveu na madrugada, mas nada fora do comum. Pensei: "Sexta! Nada será capaz de estragar a emoção do dia de hoje." Mas ao descer do bloco A da avenida bla bla bla Whiskas Sachê¹, cheguei a conclusão de que chegar ao trabalho seria algo bem complicado. Chuva pesada com ventos fortes. Ao abrir o portão o primeiro obstáculo: água em abundância e trânsito frenético. Tudo bem até então. Peguei a esquerda na intenção de fugir do alvoroço da Lauro Maia. Depois de quase ser lançada na calçada por uma moto "desesperada", desci a Guilherme Moreira. Alí começou meu tormento: o vento jogava a água da chuva nas minhas contas e em poucos segundos me vi ensopada; ao mesmo tentava equilibrar o guarda-chuva e visualizar a avenida Aguanambi.

Depois de alguns minutos consegui chegar na avenida. Diante dos meus olhos uma cena de tirar o fôlego: o canal estava transbordando, meu povo!!! Pior, eu teria que dar um jeito de atravessar para chegar ao trabalho até porque eu já tinha perdido o horário. Deus do céu, Pai Oxalá, como??? Pense na correnteza, na força da "criatura"! Parei e analisei a situação da seguinte forma: tenho que desviar dos carros, preciso esquecer que o que se configura diante de mim é esgoto, atenção ao chegar ao canal, porque a correnteza pode me levar e as laterais do mesmo não oferecem segurança alguma, e não esquecer dos bueiros.

Na primeira oportunidade, me mandei. Tomei logo de cara outro banho de um imbecil que passou de carro. Cheguei ao canal. Confesso que até agora estou chocada. Só de lembrar me tremo toda. Pra frente... Precisava sair dali o quanto antes. Fui pela lateral, desviando dos bueiros e procurando uma oportunidade para chegar ao outro lado.  Levei uma rasteira de um toco de madeira que quase me botou no chão. Depois minha Metropolitan² saiu do pé e tive que sair correndo para salvá-la. Ufa!!! Consegui e por pouco não caio no canal. Na tentativa de manter o equilíbrio ao atravessar, o cabresto (é o novo!) do outro pé da Metropolitan saiu da base... Bom, por Deus apareceu uma topic 59. O motorista, muito gentil, com pena mim, acho, me vendo naquela situação lastimável me recebeu com um sorriso sincero e acolhedor. 

Cheguei ao trabalho já bem atrasada, toda molhada, mas confesso que feliz. Naquele momento me senti segura, e agradeci a Deus por não ter sido pior.

O que pensar dessa experiência? 

A que ponto iremos chegar diante de nossa incapacidade de dominar a força da natureza? Como conciliar desenvolvimento urbano e crescimento populacional com todas as implicações que essa relação gera na produção de lixo, inchaço populacional, manutenção de infraestrutura...

Também é possível pensar nos momentos nos quais a nossa vida é tal qual um dia de chuva e você precisa enfrentar o canal, a correnteza, o toco de madeira, o vento...

Abraços!!
Que o  Pai Oxalufã nos guarde.




Nesse confesso que dei mil risadas, e morri de pena, porque todos nós já passamos por isso um dia na vida. Como nos dias de estudante quando chovia penkas e a gente chegava atrasado no colégio depois de atravessar rios de chuva (tirando as gatas que nasceram ricas e sempre chegaram no colégio de carro, lancha ou helicóptero, ou simplesmente não ia á aula pra não desmanchar a escova da semana).

Mas fica a reflexão que nossa vida é como um dia de chuva, o que vale refletir é que depois de uma tempestade vem o arco-íris. Que gay!!! *-*

Isso me lembrou essa música...





___________

¹Bem doida que vou divulgar o endereço.
²Sandálias personalizadas criadas pelo ilustríssimo Guilherme Flores.



quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Adam Levine e suas Delícias



Depois de cair nas graças do povo com o programa The Voice, Adam Levine enfim está em seu melhor momento com o Maroon 5 e novo single off álbum em primeiro lugar do iTunes. Eu particularmente acho que essa foi a melhor oportunidade pra banda estourar novamente. Se bem que pra mim eles nunca deixaram de fazer parte fundamental no meu playlist, mas sou totalmente culpado pra falar.

Durante as filmagens do The Voice.

Agora ele é destaque de capa na revista Out (site), que enfoca o público GLS (LGBT). Uma matéria completíssima sobre ele e seus gostos, carreira, sua posição na luta contra a homofobia, e que sempre apoiou seu irmão mais novo, a que devo destacar sua fala:

Michael Levine, irmão de Adam.

“Muita gente não quer que seu filho seja gay e vai lutar a todo custo. Mas eu tenho notícias para vocês, é uma batalha perdida. Quanto mais você luta, mais seu filho irá sofrer. Você só tem que abraçá-lo desde o início. Essa é a única maneira de lidar com isso como uma família. Caso contrário, você está apenas se estressando e vai fazer seu filho se sentir miserável. ”

Falou e disse!
Aqui a matéria completa.



E aproveitando o sucesso do programa, pra provar que a implicância entre Levine e Cristina Aguilera, ambos jurados e treinadores, era apenas para deixar tudo mais divertido, os dois se juntaram pra fazer um som que de cara agradou todo mundo logo antes do lançamento oficial que rolou ao vivo (vídeo), e quer saber? Já é toque no meu celular! (rsrs) Aproveita pra baixar também! Todos atendendo e dançando like Jagger.. #aloca

 
Então, diante da grande aceitação do público, eles correram logo pro estúdio e gravaram esse clip gostoso, onde você pode aproveitar de um Adam seminu (pra variar) e uma Cristina gordinha porém gostosa toda sensualizando.








Preciso falar mais? Só que eu amo esses caras e não vou sossegar até assistir um show digno deles. Então, oremos!



Quer baixar a primeira temporada completa do The Voice? Então aperta gostoso aqui.







quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Ainda se fala de Amor?




Depois de uma temporada off-line, e muita tralha espalhada pelo chão, tenho um monte de coisa pra contar e refletir sobre, mas se eu fosse colocar tudo em um post só, aposto como você se cansaria dos meus relatos e me mandaria tomar naquele lugar mas sem agrados e deixar de ser tão tagarela.

Mas digo a todos que ando porae contando passos e deixando restinhos de pão pelo caminho.

E o amor? Esse assunto que eu adoro tanto. Essa coisinha que nos mantém pensativos e ansiosos querendo mais e mais que simplesmente esquecemo-nos de esperar acontecer e acabamos trocando os pés. Pois é, ele ainda continua distante. Sorte de quem conseguiu colocar o seu no bolso da blusa pertinho do coração, pulsando com cada batida forte. Aproveite, você realmente tem sorte. Porque o negócio tá feio. As mulheres reclamam que homem tá em falta como Coca no deserto. Ou até tenha, mas cafuçu sexual não é pra se apaixonar, então não conta. Elas dizem que os que prestam já estão laçados, espertas as gatas que algemaram os seus pelos dedos e pelas pernas, e os demais são gays (o que não garante que esses mesmos gays prestam, se não seria sorte a minha, fica a dica). As lésbicas falam a mesma coisa, que uma namorada certa tá foda, mas gatinha, tá foda pra todo mundo, viu? Aquelas que veem com aquele papo de querer mudar de time porque tá sem sorte no amor, se foodeu, porque relacionamento é relacionamento, traição é traição, romance é romance, amor é amor, e um lance é um lance, então não é que o problema te persegue, ele apenas existe. Então o melhor é catar a música e se jogar na pista sem medo de ser feliz.


O que se pode fazer na falta de sorte pra achar uma maricona que te sustente um boy magia que te faça feliz, é investir em si mesmo. E aproveita o que tem pra hoje, só pra manter a produção de endorfina em dia. Agora não cata qualquer um(a), né gatinha? Por que você não achou sua boca no leesho.


De resto, tenha paciência. Sua banda do tomate vai aparecer. Se ainda não apareceu, é porque você ainda não está preparado(a), então vai estudar e ser rica, que ficar dependendo do aqwer do amor não é tendência.


Reflita.

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...